O QUE É PRECISO PARA CRIAR UM VÍDEO INSTITUCIONAL

O que é preciso para criar um vídeo institucional

Como apresentar a sua empresa para o mundo? Como facilitar o entendimento da essência, valores e visão do seu negócio? Como mostrar a credibilidade e a expertise da sua corporação? Existem várias possibilidades dentro do universo da comunicação. No entanto, no que diz respeito a material institucional, o vídeo é um elemento chave na divulgação da sua marca.

 

 

 

As pessoas têm mais facilidade em se conectar com as marcas através de vídeos. Uma pesquisa recorrente na internet mostra que 59% dos executivos optam por assistir um vídeo ao invés de ler textos – se por acaso ambos estiverem na mesma página.

O que assusta o mundo corporativo no mercado de produção de vídeos é 0 quão trabalhoso pode ser o processo. O que a maioria das pessoas não sabe é que, contando com a ajuda certa, tudo é muito simples. Quando as etapas de construção de um vídeo são conduzidas por quem entende do assunto, todos os passos são criteriosamente planejados, alinhados com os clientes, o que resulta em um desempenho de alto impacto.

Nesse post, vamos te mostrar como funciona todo processo de construção de um vídeo e desmistificar aquela áurea de complexidade que envolve a produção de um elemento audiovisual.

 

Veja como a produção de um vídeo pode ser simples!

 

1) Criação de Roteiro

Numa primeira etapa é definido o escopo do trabalho, ou seja, quais são os objetivos, as metas e depois elabora-se um briefing. Com esse material em mãos, produzido em conjunto com o cliente, a produtora apresenta um roteiro: um documento que reproduz exatamente os detalhes da gravação, além do que será dito na locução do vídeo.

Essa etapa é fundamental e trabalhosa porque é importante transmitir todas as informações essenciais de forma sucinta e objetiva. Vale ressaltar que todas as etapas são feitas com a aprovação dos clientes, o qual já tem uma pré-visualização de como vai ficar o produto final.

2) Desenvolvimento de Storyboard

Com o roteiro definido, é realizada uma visita técnica no local das gravações e posteriormente, o diretor e designers gráficos vão trabalhar para ilustrar o que foi pensado para o vídeo, desenvolvendo o Storyboard (recursos visuais que narram as principais cenas de uma produção audiovisual).

De um modo geral, os desenhos do Storyboard ilustram quais imagens e planos serão capturados, quais equipamentos de iluminação e maquinaria serão necessários para cada cena, e tudo o que foi pensado para o dia das gravações. O audiovisual é uma arte que envolve puro movimento e o Storyboard é como um kick-off desse processo de transmitir muito conteúdo com poucas palavras.

3) Produção e gravação

Depois do roteiro ser aprovado pelo cliente e desenvolvido o storyboard, está na hora de produzir! Essa etapa consiste nas gravações. Um trabalho profissional envolve equipamentos de iluminação e maquinaria, contratação de atores, equipe técnica como produtor que fica responsável pela autorização de imagens de todos os colaboradores da empresa, diretor de arte, dentre outros profissionais. Quando falamos de produção, são inúmeros papéis assumidos por muitos profissionais para que tudo saia perfeitamente.

Destaque para o diretor de vídeo, responsável por coordenar a equipe e ainda garantir que tudo saia de acordo com o estabelecido no roteiro – mantendo os altos padrões de qualidade.

4) Identidade visual

A identidade visual engloba toda a questão de criação de arte e vai desde a abertura até a finalização do vídeo. Informações complementares, como inserção de lettering, caracteres, mapas, números da empresa, estatísticas, interações de arte com a imagem, entre outros.
A criação da identidade visual é muito importante, pois ela faz com que o vídeo fique atemporal, moderno e que também converse com o estilo de comunicação que já é usado por sua empresa. Todos estes recursos vão deixar o seu vídeo mais profissional e esteticamente mais bonito.

5) Edição e Finalização

Durante o processo de gravação, são produzidas muitas cenas, mas na fase de edição apenas as melhores são selecionadas. Entra nessa etapa, o discernimento e ainda a expertise de um editor profissional que supervisionado pelo diretor do vídeo, confere o roteiro e quais são os objetivos que foram definidos no início do processo. Após a edição, ainda temos a finalização, um ajuste fino do material, como tratamento das imagens, efeitos de áudio, entre outros, e que resulta na versão final do trabalho.

Um vídeo institucional confere a sua empresa um ar de sobriedade e é uma peça fundamental na conquista do público. Como disse James L. McQuivey, analista da Forrest Research, “Um minuto de vídeo vale mais do que 1.8 milhão de palavras”. E acredite, é mais simples do que parece.

Esperamos que esse conteúdo tenha ajudado a desmistificar a complexidade do processo de produção de vídeo. Caso tenha mais alguma dúvida, não hesite em nos contatar!