CINEMA

“Muito mais que um depoimento!”

A Komodo Imagine Motions anuncia de forma oficial, seu primeiro filme ficcional.

Trata-se de um curta metragem do gênero terror/policial que relata estranhos acontecimentos ocorridos no início dos anos 90 no distrito de Ratones, intitulado “O Depoimento de Ivo Zimmerman”. O filme conta a experiência vivida por Ivo Zimmerman, um detetive particular que é contratado para investigar eventos sobrenaturais que atormentam uma família na região.

curta metragem é um projeto que foi aprovado na Lei Municipal de Incentivo a Cultura. Atualmente em fase de captação o filme será rodado no segundo semestre de 2016.

“A Komodo está a 8 anos no mercado de publicidade, ganhamos muita experiência trabalhando com os melhores profissionais de cada área do audiovisual. E em 2016 avançaremos mais um grande passo, o cinema. Assim que recebemos o projeto dos diretores Rodrigo Araujo e Thiago Soares, ficamos empolgados com a qualidade do roteiro. Junto com os sócios da empresa vimos então a porta aberta para mergulhar de vez na sétima arte.” Relata Thiago Jasper, sócio-diretor da Komodo e produtor do filme.

“Para mim, fazer esse filme será a execução de um sonho. Uma ideia que surgiu sem grandes pretenções e foi naturalmente alçando vôos maiores. No desenvolvimento do roteiro, a cada novo parágrafo ficávamos mais empolgados e poder transmitir essa incrível história para as telas será desafiador e acima de tudo, uma grande diversão.” – Descreve o diretor Thiago Soares, que dividirá a função com Rodrigo Araujo. Além de diretores eles criaram o roteiro junto com Iaggo Gonçalves.

O ator Antonio Saboia do longa O Lobo Atrás da Porta, da série Felizes Para Sempre e atualmente contracenando com a estrela Harvey Keitel em “Rio Heat” produzido pela Fox, já acertou com os produtores e está fechado para protagonizar o “O Depoimento de Ivo Zimmerman”. O filme conta também com o apoio do cineasta Zeca Pires e com a direção de fotografia de Claudiomar Vill.

“O Depoimento de Ivo Zimmerman é um filme muito peculiar e que se passa em 1990, uma Florianópolis diferente. Minha função será transportar o espectador para época da melhor forma possível e transformar minha luz em poesia. Lembrando que se trata de um terror/policial, isso só já é um desafio para qualquer fotógrafo, uma vez que teremos sempre o elemento surpresa em cena, e sem dúvida a fotografia será uma aliada dos diretores que sabem muito bem o que querem. Foi com muito prazer que aceitei o desafio”. Afirma Claudiomar Vill, diretor de fotografia.

 

Conheça o Projeto

 

Querendo saber mais sobre o Projeto é só acessar:  www.odepoimento.com.br